segunda-feira, outubro 12, 2020

Eu morava ainda na casa de trás do prediozinho em que moro hoje. Rafael Saar e Arthur Leite vieram aqui pra gente filmar. Se me lembro bem, quer dizer, não me lembro direito, mas participamos de um Festival de Cinema em Conservatória com esse curta. Agora, ele ta nessa página do in-edit TV: 


 

quinta-feira, outubro 08, 2020

Não é mole, não. Pedra Dura. Me sinto igualado, na Praia de Botafogo, ao Pão de Açúcar, na foto de Ana Rovati para a revista Polivox. Na entrevista, Ana Paula Simonaci, Bruno Cosentino, Edil Carvalho, Jackeline Figueiredo, Perola Mathias, Rafael Julião e Rafael Saar fazem rolar as pedras. Façam a onda bater, compartilhem! Deixem-me popular:


 

domingo, setembro 27, 2020

Crocodilo Live Extraordinária

Depois que fizemos a Crocodilo Live pelo edital
#Culturanasredes, promovido pelo governo do Estado do Rio de janeiro, Pedro
falou:
- Faremos nova live em 26 de setembro! – e, ontem, fizemos,
preparamos tudo, chamamos Edil, enxuguei a Crocodilo Live, coloquei uma música
nova, Bateria, e Pedro disse que o nome agora seria Crocodilo Live
Extraordinária. Ele editou a logo que Felipe Castro tinha feito para a capa do
disco Crocodilo, meus olhos parados, duros, no susto, como os de mamãe e
comecei. Ficou uma live bonita, com as turbulências do nosso sinal de internet,
mas, tranquilo, surpresa, ao acaso de quem estava on line na hora, os que
curtem o meu som, poucos amigos viram ao vivo, uma beleza! Os amigos que não
foram pegos pelo súbito da coisa e quiserem ver, acabo de subir no meu canal de
youtube. Vale apenas assistir, mas se puderem, curtam meu canal, compartilhem
minha live, ta bonita e engraçada, façam-me popular, plis:


https://www.youtube.com/watch?v=Mb_9mrd5TJo

quarta-feira, setembro 23, 2020

 Ontem, pela primeira vez, tomei o meu coquetel de remédios para a AIDS sem que eu precisasse tomar o AZT. Tenho tentado com minha médica - a mesma que há um tempo criou problema comigo, por causa de um laudo que eu precisava contando sobre as minhas sequelas motoras e tal – trocar os meus remédios para remédios modernos, sem muito efeito colateral e ela vem sempre com uma objeção. Ontem, quando acordei com a chuva pensei, não vou. Mas o Pedro disse, vai. E fomos.

Eu tinha o pensamento de que se, mais uma vez, ela não trocasse meus remédios, pediria na assistência social que trocassem para outra pessoa acompanhar meu HIV, quer dizer, outro médico. E ela trocou, tirou o AZT de minha fórmula. Foi um portal. Que coisa!

Fora isso, As Vizinhas de Trás – Roser chegaram em Castellon de La Plana. Tive disse no Instagram:




segunda-feira, setembro 07, 2020

... essa foto é na rádio Pop Goiaba na UFF no início de  2004, janeiro ou fevereiro provavelmente – o Claudinho me mandou hoje e continuou – e aviso que a rádio volta online sábado que vem! –

Portanto, nos liguemos a seu dial: