sábado, março 15, 2014



Quando tiramos os rodapés das bases das paredes da casa para o assentamento do piso, descobrimos, entre as paredes e os rodapés, estradas de formigas, que elas fazem meio de barro, leit@r, há uma técnica de elaboração de suas estradas, que não conheço, mas que é meio um barro, uma terra, que dá a impressão de estragar a madeira e tudo.
Eu, então, me incumbi de limpar os rodapés para o Ari, quando ele os colocou de volta. Passei uma lixa e tal.
Achei que com isso, tiraria as bichanas de sua rota habitual. Mas só foi esperar um pouco e elas voltaram. Ontem, havia o que mamãe dava o nome de correição, por toda a sala, cozinha e banheiro.
Joguei inseticida, penalizado com as coitadas.
Moral da estória: minha casa está como um campo de batalha, após a retirada dos exércitos, sem que eles recolhessem seus cadáveres.
Que coisa!

2 comentários:

pedro disse...

Que chacina hein Luís! Assassino! rsssss

Luís Capucho disse...

:)