sexta-feira, julho 13, 2007

inconscienteXmortosvivos


Não sei que importância tem a existência de coisas inconscientes pra vida da gente. Não sei qual a importância terá as coisas que não estão aqui no momento.
Se o inconsciente é apenas um lugar esquecido em que eu não esteja, portanto, um lugar livre da pressão de minha existência, então, também não sei qual a importância dele pra mim.
Seria, sim, de grande importância afetiva para esse cara que eu sou, se houvesse um outro mundo, que me é inconsciente agora e onde eu pudesse me encontrar, afinal, com aqueles que já morreram.
Se eu pudesse ter, afinal, desse mundo inconsciente onde estivessem vivos os que já morreram, pudesse ter, afinal, alguma passagem e comprovar as coisas que sempre me escaparam à compreensão, tipo, a eternidade da vida, a imortalidade da alma, essas coisas inconscientes aqui nesse momento de agora, embora não esquecidas e que são mesmo como é um nada pra vida, um nada, um escuro, um troço desconhecido pra vida que arde agora intensa...
A imortalidade é um nada pra vida que arde agora intensa.
A eternidade é um nada pra vida que arde agora intensa.
E digo que as coisas que me são inconscientes são nada pra mim e tudo...
E se para o nada a imagem é um buraco vazio, se o nada onde estão os mortos não existe, e por isso os mortos não existem, nem existem as coisas esquecidas e inconscientes, nem coisas eternas existem, então, o importante é apenas essa vida que arde agora intensa...
Por isso, vamos em frente...


PS: Pedro chega na quarta-feira.


4 comentários:

Fábio Shiraga disse...

Complexo, Luís. Muito complexo.

Welter disse...

Ainda bem...he,he,he!

Círia disse...

Luís,
Eu, Li e Simone falávamos hoje sobre isso...sobre o que é a vida hoje e a possibilidade de não existir um outro estágio dessa mesma vida... por isso, vivamos intensamente o agora... Bravo, Luís, lindo, sensacional...
Cada vez mais sua fã
Círia

Dudu disse...

Ainda tem alguma dúvida de que nada é eterno? Cheguei a essa conclusão em 2002,dps de ser envenenado.Vida é agora.E só.Nos fazemos lembrar pela nossa obra,prova de nosso esforço e talento em vida.Fui.