sexta-feira, maio 20, 2011

Ensaio mais tarde com os rapazes!

No dia em que começou a chover, terça-feira, decidi dar uma passada nas músicas sozinho, em casa.

Três delas são tocadas com o capodastro e naquele dia, quando coloquei o capo no braço do violão, achei estranho, tive a impressão de estar faltando uma peça, e, talvez, estivesse, não sei ao certo. Talvez, estivesse usando ele sem a peça e não tivesse me dado conta. Naquele dia, como hoje, teria um ensaio mais tarde com a banda e saí na chuva para comprar outro capodastro, chateado, porque eu adoro o capo que tenho, presente do Leo-poeta.

Estou ouvindo o disco de Reverendo T e os discípulos descrentes, um amigo roqueiro baiano.

Então, estou usando capodastro novo, mas vou dar um jeito de improvisar uma peça pro antigo e voltar a usá-lo, porque me acostumei.

E saí na chuva, com minha capa de sacola de plástico azul.

O disco do Reverendo T vai ficando melhor à medida que entramos nele.

Na primeira loja de instrumentos musicais que fui, não achei o que queria.

Saí na chuva pra outra loja, onde fui muito melhor tratado e onde tinha o capo que queria. Comprei.

De volta pra casa, com minha capa de sacola de plástico transparente azul, peguei o trinta.

Andar pelo centro da cidade me traz muita lembrança...

2 comentários:

On The Rocks disse...

esta capa de sacola azul já foi útil para mim também - rs

abs

Pedro souza disse...

naquele dia achei que tinha um guarda-chuva, mas joguei fora, estava quebrado. Pedro me emprestou outro...