domingo, fevereiro 23, 2014



Telefonei pro Ari e achamos que, mais ou menos, terminaremos o assentamento do piso do quarto de mamãe, amanhã. Estivemos, ontem, no túmulo dela. 
Acendemos as velas e os incensos no alto da colina onde ela ficou por último. 
É um quase matar a saudade, leit@r...
Fora isso, começando mais uma tela de quatro Carinhas pra levar para Campinas, onde farei a primeira exposição de minh’As Vizinhas de Trás’.
Fui.

6 comentários:

Jôka P. disse...

Muito legais os seus projetos, o show na rua, os quadros lindos, a mostra das suas telas em Campinas, a reforma de sua casa. Parabéns! Também sou pintor, gay, carioca e também perdi minha mãe.
Fã de seu maravilhoso livro Cinema Orly.
Um abraço do seu leitor quase silencioso. Saúde, inspiração e sucesso!

Jôka P. disse...

Muito legais os seus projetos, o show na rua, os quadros lindos, a mostra das suas telas em Campinas, a reforma de sua casa. Parabéns! Também sou pintor, gay, carioca e também perdi minha mãe.
Fã de seu maravilhoso livro Cinema Orly.
Um abraço do seu leitor quase silencioso. Saúde, inspiração e sucesso!

Jôka P. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jôka P. disse...

Foi mal, desculpe, estou digitando no tablet e o comentário saiu repetido.

Luís Capucho disse...

obrigado, Jôka! Se der, aparece dia 11 pra ver a apresentação... :)

Jôka P. disse...

Ok! MERDA! :-)