quarta-feira, setembro 26, 2007

Frio ainda.
Esse deverá ser o último frio do ano, bom leit@r.
Sonhei com mamãe essa noite. Que entramos numa horta de uns evangélicos para roubar quiabo. Eu carregava mamãe pelos barrancos e nem sentia o seu peso. Mamãe gritava que ia cair e eu dizia autoritário:
- Não cai, não. Deixa...- e saia carregando-a através dos barrancos, fugindo do olhar dos evangélicos. Roubamos uma sacola de quiabo com jiló.
Agora, de manhã, quando contei meu sonho pra mamãe, ela disse:
- Não é um sonho bom, não. Sonhar com terra é doença – mas, tenho quase certeza de que mamãe decifrou o sonho, inventando, que ela curte inventar e, pela manhã, deveria estar de mal-humor...

Um comentário:

Welter disse...

"...entramos numa horta de uns evangélicos para roubar quiabo..."

So voce pra me fazer rir tanto, aqui no trabalho...Cara, muito engracado! E depois no texto tem ate jilo,Rs.