segunda-feira, junho 28, 2010

Preciso encarar a pia de louça suja.
Simone, já faz um tempo, me falou sobre a Teoria da Conspiração, que do modo como ela me contou, era uma consciência (ou uma inconsciência) que rolava num grupo de meninos de rua, na Lapa, com quem ela tinha contato.
Eu vi na internet que a Teoria da Conspiração tem a ver com o poder, algo assim como uma disputa pelo poder e que envolve outros planetas e tudo, quer dizer, bom leit@r, é um troço muito doido e, assim, meio política e esoterismo.
E fiquei implicado que os meninos de rua tivessem participação nisso. Os meninos de rua cheirando cola e participando de uma conspiração.
Também vi que havia sido feito um filme com esse título, Teoria da Conspiração, e que no filme era citado o livro americano “O Apanhador no Campo de Centeio”, de J. D. Salinger.
Eu, silencioso leit@r, não participo de nenhuma conspiração. Ao menos, não tenho nenhuma consciência disso, mas Valfredo tinha me dado o livro e comecei a ler, finalmente.
Antes, eu tinha falado com Marilu sobre a Teoria e o livro.
Ela tinha uma versão original dele, em língua inglesa e começou a ler.
Depois me ligou e disse:
- Não tem nenhuma Teoria da Conspiração no livro, Luís!
Por coincidência, ontem, eu tava no Pedro, cheio de preguiça e tirando uma madornazinha no seu sofá de penas, quando me senti culpado de estar ali muito de bobeira e perguntei a ele se tinha algum filme na Tevê.
- Vou procurar – ele disse e começou a mudar os canais e , aí, estava escrito, Teoria da Conspiração.
E ele continuou trocando os canais.
- Estava escrito Teoria da Conspiração, Pedro! Vamos ver! – aí, ele voltou no canal e era o filme que citava “O Apanhador no Campo de Centeio”, com Mel Brooks e Julian Roberts, e ficamos vendo.
Liguei pra Simone:
- Está passando Teoria da Conspiração na tevê.
- Em que canal? – e Pedro falou o canal e eu disse pra ela qual era.
- Ai, ai, ai...tenho que lavar o cachorro! Vê aí e amanhã você me conta. Me conta se vai falar dos reptídeos...
- Ta bom – eu falei.
E, aí, bom leit@r, o Apanhador no Campo de Centeio não tem, realmente, nenhuma relação com a Teoria da Conspiração. Ou, se tem, a Teoria da Conspiração é um troço muito, muito, hermético mesmo.
Para mim, o livro, apenas ajuda a compor o personagem do Mel Brooks que é um cara, assim, meio romântico americano.
Vou lavar louça...

Um comentário:

On The Rocks disse...

eu li o apanhador no campo de centeio quando tinha vinte anos e realmente não tem nada a ver com a teoria da conspiração.

grande abraço,

buenas.