segunda-feira, dezembro 02, 2013



Hoje termino de fazer as meninas, que irão para BH, leit@r.

No final das contas, o motivo de terem sido elas as escolhidas, foi Andy Warhol ter brincado um pouco de taruíra sobre a de cabelos amarelos e peitos grandes.

Eu sei que elas todas têm peitos grandes.

E sei também que isso de Andy Warhol e taruíra, mesmo para quem leu o post de ontem, ficou um tanto obscuro, assim, hermético.

E que obscuridade nada tem a ver com as meninas, que são vibrantes, solares, quer dizer, o que tem Andy Warhol com BH?

O que é uma taruíra?

O certo é que ele e as taruíras têm tudo a ver, isso, sim.

E que, embora ele seja uma figura solar e elas sejam bichinhos noturnos, o bom leit@r sabe que pessoas solares costumam ser notívagas, porque iluminam melhor no escuro.

Estou seguindo por um viés de pensamento que é um entroncamento confuso, não é?

O fato é que Belo Horizonte, Vitória e Rio de Janeiro são as três grandes cidades que orbitaram em torno a minha imaginação, quando eu era um menino de Cachoeiro.

Isso não adianta em nada a clareza do que preciso dizer.

O entroncamento confuso é o menino.

E como elas, as Carinhas, são lá de trás, vindas do entroncamento confuso, e aparecem luminosas e vibrantes, solares, na frente, agora, aí está, eis a confusão.

Ainda não tenho foto delas...

Fui.

2 comentários:

Alexandre Souzza disse...

Essas Carinhas, vindas 'lá de trás', enroscadas numa confusão de luzes, vibrantes, Vitóri-osas, solindo, solando; de repente, essa confusão de entroncados pensamentos me trouxe o 'Pau que nasce torto, e nunca de indireita'. Será que tudo isso têm relação com as tais 'lá de trás'?!

Luís Capucho disse...

Sim, Alexandre. Inicialmente achei confuso o texto, mas acho que não ficou confuso, não. O confuso é o que ele gera na cabeça da gente, mas ele mesmo é claro...rs. :)