quarta-feira, maio 07, 2014



Ontem, era já quase meia-noite, quando os trabalhadores da prefeitura vieram trabalhar em frente a nossa comunidade-condomínio. Era um barulho muito estranho de máquinas, de trator e, ainda não saí pra ver o que era, qual o resultado, mas imagino que estivessem recapeando o chão da rua.
Com o barulho, a quase madrugada, e o portão aberto, escancarado, e muita gente entrando para a casa de trás, me senti um tanto ameaçado, leit@r.
É ameaçador que eu poste meu sentimento-pensamento-imaginação no Blog Azul.
Já faz tempo o movimento de ameaça flui, conduz-se no mistério em nosso torno, porque o tempo, que eu e você não notemos, é ameaçador.
A noite é uma ameaça.
Não, não acho que eu esteja paranóico, não tenho a angústia e o terror da paranóia.
Estou meio confuso, mas lúcido.
É só.
Fui.

2 comentários:

Anônimo disse...

É o programa "assalto na porta" kkk

Luís Capucho disse...

:)